LINHA DE APOIO À TESOURARIA PARA EMPRESAS TURÍSTICAS AFETADAS PELOS INCÊNDIOS

O Turismo de Portugal disponibiliza um instrumento financeiro que consiste numa linha de crédito destinada a fazer face às necessidades de tesouraria das empresas turísticas da Região Centro.

Na continuidade da resposta do setor turístico para minimizar os impactos dos incêndios do passado mês de junho na operação turística das empresas com atividade nos concelhos mais afetados, o Turismo de Portugal disponibiliza uma linha de apoio à tesouraria com o objetivo de financiar necessidades de tesouraria e de acréscimo de fundo de maneio, incluindo a amortização de contas correntes caucionadas ou liquidação de financiamentos de curto prazo (até 1 ano).
 
Esta linha de apoio financeiro destina-se a ajudar nas necessidades de tesouraria das empresas turísticas com atividade turística nos concelhos de Castanheira de Pêra, Figueiró dos Vinhos, Pedrógão Grande, Ansião, Alvaiázere, Arganil, Góis, Penela, Pampilhosa da Serra, Oleiros e Sertã. É também aplicável às empresas localizadas em concelhos limítrofes, desde que as mesmas demonstrem quebra na procura relativamente à atividade que desenvolvem.
 
A dotação disponível para financiamento é de € 1.500.000. Os apoios financeiros a conceder no âmbito da presente linha revestem a natureza de incentivo reembolsável, sem quaisquer juros remuneratórios associados, com um limite máximo por empresa correspondente a 25% do volume de negócios de 2016 (ou com base nos valores do balancete a 30 de junho, para empresas constituídas em 2017), com um valor máximo absoluto de € 75.000.
Os apoios financeiros são concedidos pelo prazo máximo de 5 anos, com um período de carência de capital correspondente a 18 meses.
As candidaturas são formalizadas diretamente na página internet do Turismo de Portugal através de formulário disponível para o efeito: AQUI
Para mais informações e esclarecimentos foi criada uma linha telefónica específica para apoio aos empresários, a contactar através do número: 808 209 209

Mais informamos que estão em preparação sessões de esclarecimento presencial a realizar no território mais afetados, para as quais serão convocados no início da próxima semana.

Data da notícia: 1 Julho 2017